"Veja aqui as fotos"

 
Bombeiros de Vidago celebram 50º Aniversário em Clima de Emoção

 

A Associação Humanitária de Bombeiros de Vidago comemorou no passado dia 8 de Dezembro, o seu 50º aniversário num dia cheio de emoções, não se inauguraram veículos, mas inaugurou-se uma nova central de Comunicações, festejou-se a camaradagem, homenageou-se quem deu a vida a esta nobre causa e quem dedicou a sua vida aos Bombeiros de Vidago. 

As cerimónias comemorativas do 50º Aniversário da Associação Humanitária de Bombeiros de Vidago tiveram início, quando, às 8 horas, uma descarga de morteiros acordou a Vila Vidaguense.

Foi com emoção, nostalgia e a certeza da força e da determinação dos bombeiros na hora de enfrentar os desafios futuros, que se comemoraram os 50 anos da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vidago. Familiares e amigos dos bombeiros e da instituição acorreram, em grande número, para felicitarem os dirigentes e os bombeiros do corpo ativo e do quadro de honra que escreveram as bonitas e heroicas páginas da vida de uma das mais importantes associações da Vila de Vidago.

Às 08h00 efetuou-se a romagem ao cemitério e perante a formatura, foram homenageados os bombeiros e sócios falecidos, com toque de sirene e o toque de silêncio preconizado pelo clarim da fanfarra dos bombeiros voluntários Famalicenses, e a deposição de uma coroa de flores na pedra de repouso do cemitério.

 

Seguiu-se a deposição de uma coroa de flores no Monumento do Bombeiro, no Largo General de Carvalho

 

Às 09h00 foram hasteadas as bandeiras, por elementos dos órgãos sociais da associação, alguns com 50 anos dedicados ao voluntariado nos bombeiros, perante formatura geral do Corpo de Bombeiros.

As comemorações do 50º Aniversário dos Bombeiros de Vidago, prosseguiram com a habitual Missa Solene na Igreja Matriz, por sufrágio dos Bombeiros, dirigentes, sócios e todos aqueles que de contribuíram, para esta nobre causa.

Às 10 horas e já de regresso ao Quartel-Sede, teve lugar a tradicional receção às entidades convidadas e a imposição de condecorações e promoções de elementos do corpo ativo. Foram promovidos ao posto de Subchefe os bombeiros de 1ª Classe Manual Monteiro Gonçalves e José Zeferino Pinto Teixeira. Foram promovidos a Bombeiros. de 2ª Classe  Carlos Mota, Carlos Alves, Maria João Mota e António Ferreira dos Santos. Foram ainda condecorados com a medalha de assiduidade grau cobre 5 Bombeiros, medalha grau prata 10 anos 7 bombeiros, com a medalha de ouro 15 anos 4 bombeiros, com grau ouro 20 anos um bombeiro, e grau ouro 25 anos 3 bombeiros,  e para finalizar foi condecorado com o Crachá de Ouro da Liga dos Bombeiros Portugueses ao Adjunto de comando no Quadro de Honra Joaquim Agostinho de Sousa Correia Pereira que foi entregue pelo Sr. Secretário de Estado. A Formatura foi apresentada pelo Comandante da Guarda de Honra, segundo Comandante Carlos Sousa, às entidades convidadas e foi prestada continência à Alta Entidade Sua Excelência o secretário de Estado da Proteção Civil, Dr. José Artur Tavares Neves, que presidiu às cerimónias. 

Às 11 horas, teve inicio o desfile apeado e motorizado, que integrou a Fanfarra dos Bombeiros Voluntários Famalicenses e que obrigatoriamente passar pelo monumento ao Bombeiro erigido pela Junta de Freguesia de Vidago

Terminado o desfile, teve inicio a Sessão solene, da mesa de honra fizeram parte Sua Exª o Secretário de Estado da Proteção Civil Dr. José Artur Tavares Neves que presidiu à sessão o presidente da Assembleia Geral dos Bombeiros Voluntários de Vidago Fernando Carvalho, o Presidente da Camara Municipal de Chaves Dr. Nuno Vaz, o Engº, Pedro Lopes Diretor Nacional de Bombeiros em representação do Sr. Presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil, o C

mdt Jaime Marta Soares Presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, o Comandante Distrital de Operações de Socorro, Engº Álvaro Ribeiro, o Vice-presidente da Federação dos Bombeiros do distrito de Vila Real Engº Carlos Moreira, o Presidente do Bombeiros de Vidago Francisco Oliveira e o Cmdt Bruno Henriques.

 

O primeiro a usar da palavra foi o Comandante dos Bombeiros de Vidago Bruno Henriques que após cumprimentar todas as entidades presentes referiu. Permitam-me começar por demonstrar a minha enorme satisfação e alegria ao olhar para esta sala e observar os elementos que estiveram na fundação desta Associação, sócios, dirigentes e bombeiros. Para vós dirijo um cumprimento especial, um cumprimento de honra, e devo dizer-vos que é graças a vós que esta Associação tem passado, tem presente e terá um futuro de prosperidade. Vocês deixaram-nos a grande responsabilidade de evoluirmos para dar continuidade ao excelente trabalho que construíram.

Não pouparemos esforços para tal missão e, para isso, sabemos que podemos contar com o apoio dos nossos órgãos sociais a quem devo agradecer pois, também, têm sido inexcedíveis na prossecução dos nossos objetivos comuns. Aproveito para dar os parabéns ao mais recente Crachá de Ouro desta Associação, O Adjunto de Comando no Quadro de Honra Joaquim Agostinho Correia Pereira. O seu currículo, a sua atividade, o seu empenho, o seu profissionalismo e a sua generosidade ao longo dos anos de serviço nesta Associação justificaram a atribuição deste crachá. Ao Corpo Ativo, uma mensagem muito especial:

Vocês são a expressão mais visível do Espírito Humanitário desta Associação, e por isso, uma das mais importantes justificações da sua existência. Creiam que estamos (comando e direção) perfeitamente cientes do esforço que desenvolvem, da abnegação com que se entregam, da generosidade que demonstram. É gratificante ver o vosso profissionalismo e as vossas qualidades reconhecidas pela população e por quem se cruza convosco. Obrigado!

E falando em especialização. Este corpo de bombeiros tem atualmente 15 elementos formados em incêndios urbanos nível 1, 11 em incêndios urbanos nível 2, 16 em operador de telecomunicações, 9 em condução fora de estrada, 17 em Tripulante de ambulância de Socorro, 14 em incêndios florestais nível 1 e 10 em incêndios florestais nível 2, sem falar nos formadores externos da escola nacional de bombeiros que temos nas nossas fileiras. Agora digam-me que isto não é especialização...Sr.º Comandante Jaime Marta Soares, infelizmente não pude estar presente no último Congresso da liga dos Bombeiros Portugueses, onde o Sr.º foi eleito com mais de 70% dos votos. Não tive oportunidade de lhe manifestar o meu apoio na altura, mas manifesto-o aqui e agora. E só tenho uma coisa para lhe dizer, Sr.º Comandante não vamos perder mais tempo, Chegou a hora, está mais que na altura de os Bombeiros Portugueses dizerem Basta!

Este é um comboio que os bombeiros portugueses não querem deixar de apanhar. Reitero-lhe mais uma vez o meu apoio Sr.º Comandante, e tenha a certeza que Vidago estará sempre disponível para defender o interesse dos bombeiros portugueses porque o interesse dos bombeiros portugueses é o interesse dos bombeiros de Vidago.

Para terminar resta-me fazer dois agradecimentos, o primeiro à fanfarra dos Bombeiros Voluntários Famalicenses por se ter disponibilizado gentilmente a estar no nosso aniversário e que deram um brilho especial à nossa festa, o outro a todos vocês por nos honrarem com a vossa presença e tornarem este dia especial.


Seguiu-se a intervenção do Presidente da Direção Francisco Oliveira ,que num discurso emocionado agradeceu a todos aqueles que contribuíram para “formação desta Associação”.

Cumprimentou todas as entidades civis e militares presentes o Comandante do Corpo de Bombeiros da A.H.B.V. Vidago –Bruno Henriques, na sua pessoa cumprimentou todos os bombeiros do corpo Ativo e Quadro de honra.

Uma Saudação especial para os Fundadores: dirigentes Sócios, Bombeiros, se não fossem vós não estaríamos aqui hoje.

Uma saudação Especial para o nosso BENEMÉRITO- Arq. João Negreiro Guedes, que se deslocou dos Estados Unidos para estar no nosso aniversário. Um ser humano que tem um coração do tamanho do mundo. O fardamento que os nossos bombeiros vestem hoje foi oferecido por ELE..

Caras bombeiras e bombeiros, minhas senhoras e meus senhores,

Na passagem dos 50 anos de Vida desta Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vidago, - meio século ao serviço das populações, entendo ser o momento certo para falar um pouco da sua história- de homenagear, reconhecer e agradecer a todos aqueles que tornaram possível chegarmos até aqui.

Sr. Secretário de Estado, Sr. Diretor Nacional de Bombeiros, Sr, Presidente da Câmara, hoje é dia de festa, mas não podemos esquecer que este ano foi catastrófico, dramático, terrível para os Bombeiros, Portugueses e para o País, quero pois neste dia lembrar e prestar a minha homenagem a todos aqueles que perderam a vida e os seus bens .

Mas são os obstáculos e as dificuldades que nos fazem cada vez mais fortes.

Era uma aspiração antiga dos Vidaguenses, fundar um Corpo de Bombeiros, conforme consta nas atas da Junta de Freguesia da Vila de Vidago, datadas de 12 de Dezembro de 1932.

Mas, só em Março de 1967, decorridos que foram 35 anos , após a calamidade, com o incêndio que deflagrou e destruiu o Hotel do Golf, arrancou finalmente a sua constituição, (O Aniversário da Associação comemora-se a 8 de Dezembro, dia da protetora e madrinha da Corporação – Nª Senhora da Conceição.

Ao dar a conhecer um pouco da história da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vidago, corro o risco involuntário de omissões e inevitáveis erros e lacunas.

Quero pois neste dia, que é um dia de festa, prestar a justa homenagem a todos aqueles SEM EXCEÇÃO, não vou referir nomes, pois corria o risco de me esquecer de alguém, que deram o seu contributo, com esforço, dedicação, altruísmo e abnegação em prol do seu semelhante - bombeiros, diretores, beneméritos e sócios, contribuindo para o engrandecimento e prestígio desta Associação.

A primeira viatura Land Rover, para combate a incêndios chegou a Vidago no dia 16 de setembro de 1968 às 16 horas, foi recebida pela população em frente à pensão termas e custou 220.000,00 escudos – 1.097 euros

A primeira ambulância usada, marca Skoda foi oferecida generosamente pelos bombeiros Voluntários de Leixões,

A primeira ambulância nova adquirida, viatura marca Peugeot 404 em 27 de Julho de 1972, custou 127.500,00 escudos…. 635 euros.

Foram 163 Os primeiros sócios, admitidos em 1967, designados por sócios fundadores. Ainda se encontram entre nós 32 Que vamos homenagear hoje, os que puderam estar presentes

Iniciaram a atividade 24 Bombeiros designados, fundadores, felizmente ainda se encontram entre nós 12, aqui presentes

Quero aqui deixar uma palavra de agradecimento e reconhecimento ao Ajudante do Comando dos Bombeiros Flavienses JÚLIO SILVA- que deu a instrução aos primeiros bombeiros.

Há momentos em parada agraciamos os bombeiros com as medalhas de Gau Cobre, Prata, Ouro (15 anos) 25 anos de dedicação e o Crachá de ouro ao Adjunto do Comando do QH, pelo seus 44 anos ao serviço

Aqui Vamos agraciar Dirigentes, Associados  e Bombeiros Fundadores.

Também vamos agraciar os dirigentes em funções com as medalhas de Gau Cobre, Prata, ( Ouro (5 10 e 15 anos

No passado dia 10 de Junho” dia de Portugal de Camões e das Comunidades Portugueses integrado nas comemorações do cinquentenário inauguramos um monumento para perpetuar homenageando todos os dirigentes, sócios e bombeiros beneméritos todos aqueles que derem o seu contributo à causada do voluntariado.

Foi inaugurado naquela data porque pretendíamos comemorar o dia distrital do bombeiros. Formulamos o pedido em 2016 à Federação Bombeiros do Distrito de V.Real, pedido que não foi autorizado e até hoje lamentavelmente não foi realizado.

Hoje finalmente, inauguramos uma Central de Comunicações do Século XXI, ( a expensas nossas rondou os 25.000 €) pois a existente não reunia condições não  poderia ser considerada como tal, Desde o minúsculo cubículo debaixo das escadas, com pouco mais de 1 m2 , depois um compartimento provisório e hoje finalmente  passado alguns anos ,uma Central com as condições exigidas para a atividade que é exigida a um Corpo de Bombeiros.

Sr Secretário de Estado, Sr. Presidente da Câmara mas não posso deixar de passar a oportunidades de deixar aqui um lamento pela injustiça, que foram as candidaturas aos Fundos Comunitários apresentadas pelos bombeiros ao Programa POSEUR /2020 para obras em quarteis e aquisição de veículos florestais VFCI, pois nem O CODIS a ANPC ou a Liga dos Bombeiros Portuguese , foram ouvidos sobre os critérios, de seleção, daí o termos sido preteridos e excluídos, pasme-se, não consideraram a nossa Associação como supramunicipal, isto valeu o indeferimento injusto das candidaturas. Todos sabem que intervimos fora da nossa área de atuação.

Este ano fomos chamados a intervir em 173 ocorrências, para fogos florestais, só 16% foram na área os 84 %  foram fora de área.

Alijó 5, Boticas 12, Chaves 32,   Mondim de Basto 3,Montalegre 15 ,Murça 1,  Ribeira de Pena 7,  Sabrosa 3, Santa Marta 1,Valpaços 35, Vila P. Aguiar 35  Vila Real 9. Fora do distrito: Carrazedo da Ansiães 1, Freixo Espada a Cinta 1, Lousã 1, Torre de Moncorvo 1.

Se isto não é supramunicipal então não sei o que será.

Por isso Sr Secretário de Estado Sr Presidente da Câmara, o telhado em amianto proibido por lei, que deixa entra água lá vai continuar mais algum tempo até nós consigam-mos amealhar mais uns euros para a sua substituição.

Quanto aos VFCI, com quase trinta anos, lá vão continuar a arrastar-se enquanto puderem, cada vez que saem têm que vir para a oficina.

Sr Presidente da Câmara, sabemos que tomou posse há pouco mais de um mês.  Ao anterior executivo, faz precisamente hoje 4 anos que lhe lançamos o repto para conceder algumas regalias aos bombeiros, incentivando assim o voluntariado. Em reunião do Município de 18 de setembro de 2015, foram efetivamente concedidas algumas regalias que nós entendemos ser insuficientes, já outros municípios, depois de nós alargaram esses benefícios. Por isso Só lhe deixo um pedido nunca se esqueça dos bombeiros do seu concelho, ELES são o seu braço armado, e sabe que pode contar sempre com eles, em todas as situações, por isso necessitam de mais apoio.

Antes de terminar quero deixar aqui o meu mais profundo agradecimento a todos sem exceção os que se quiseram associar aos nosso Aniversário um muito obrigado especial para a fanfarra dos Bombeiros Voluntários Famalicenses.

Seguidamente usaram da palavra o Vice-presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de

Vila Rea Eng. Carlos Moreira, O Presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses Cmdt: Jaime

 Marta Soares, o Presidente da Camara Municipal de Chaves Dr. Nuno Vaz tendo encerrado este

núcleo de Intervenções sua Exª o Secretário de Estado da Proteção Civil Dr. José Artur Neves

Todos saudaram a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vidago pelo 50º aniversário e enalteceram o trabalho de todos os bombeiros e dirigentes que mantêm esta Associação e Corpo de Bombeiros ao longo de mais de meio século de existência. Reconhecendo a importância do trabalho daqueles que, de uma forma ou de outra, se destacaram, quer pelos cargos que ocuparam e ou ainda ocupam, pelo dinamismo que emprestaram a esta Associação de bombeiros.


Seguiu-se então a condecoração com a imposição pelo Sr. Secretário de Estado da medalha de serviços distintos Grau Ouro ao Sócio benemérito Sr. Arquiteto João Negreiros Guedes cuja fundamentação o Presidente da Direção dos Bombeiros de Vidago reduziu a uma frase da proposta da Direção e do Comando do Corpo de Bombeiros ao Conselho Executivo da Liga: «-Um ato de justiça». Lembramos que este sócio benemérito já tinha oferecido aos bombeiros de Vidago uma ambulância de Socorro e este ano ofereceu o fardamento nº 2 a todo o corpo ativo.


Ao finalizar a sessão sua Exª o Sr. Secretário da Proteção Civil colocou no estandarte da Associação a Medalha de mérito de Proteção e Socorro, de Grau Prata e distintivo azul, concedida pela Ministra da Administração Interna ,Despacho 2617/2017 de 6 de março de 2017, reconhecendo o exemplar percurso da sua existência ao serviço da comunidade e da proteção e socorro das populações com uma atuação sempre caracterizada, pelo heroísmo, pela abnegação e pela solidariedade para com o próximo.

 

Após esta condecoração e com autorização de sua Exª o Sr. Secretário de Estado da Proteção Civil, deu-se por terminada a sessão solene e todos os presentes foram convidados para o almoço convívio.  

 

No final do almoço, todos cantaram os parabéns ao 50º Aniversário da Associação Humanitária de Bombeiros de Vidago. 

 

A festa dos 50 anos dos Bombeiros de Vidago só viria a terminar por volta das duas horas da madrugada do dia 9 que foi a hora em que terminou no Auditório do Vidago Palace Hotel o evento solidário em favor dos Voluntários de Vidago, que contou com a presença de vários artistas que graciosamente deram o seu melhor para que este espetáculo fosse na verdade um verdadeiro êxito.

O Presidente Francisco Oliveira, nome da direção que preside agradeceu a presunção de todos os presentes, no espetáculo, a todos os artistas que nele graciosamente participaram, ao mentor do mesmo o Vidaguense Paulo Santos e á jornalista da Sinal TV Carolina Taborda Lopes que foi a apresentadora de serviço.

 

 

"Augusto Oliveira - Bombeiro de 1ª Classe no Quadro de Honra"

 

 

 

Política de Privacidade

Todos os Direitos Reservados para os Bombeiros Voluntários de Vidago, AVª Conde de Caria, 2 - 5425-307 Vidago